Pesquisa no blog

20 de abr de 2011

HISTÓRIA DAS RELIGIÕES - CRISTIANISMO

Os judeus do primeiro século reconheceram que Jesus de Nazaré, a quem se deu o nome de Jesus Cristo (Jesus = salvador e Cristo = o consagrado), era o Messias prometido pela tradição hebraica. Sua vida e seus ensinamentos, e também seu martírio foram retrados por quatro de seus seguidores: Marcos, Mateus, Lucas e João - nos Evangelhos.
Os evangelhos, juntamente com as epístolas e o Apocalípce, formam o Novo Testamento, que completados pêlos livros sagrados dos judeus (Velho Testamento) formam a Bíblia, o texto básico do cristianismo.
Jesus é o filho de Deus, a segunda pessoa da Santíssima Trindade, que assumindo a condição humana veio ao mundo para salva-lo através da pregação de sua doutrina. Foi crucificado, ressuscitou, subiu ao céu e voltará no momento do juízo final para julgar toda humanidade.
A ética cristã pode resumir-se em seu mandamento central: "Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo".
Desde de 64 d.c. até o ano 313, o governo imperial de Roma moveu contra os cristãos severas perseguições. Após esse período Constantino I concedeu liberdade de culto aos cristãos. Em 337 d.c. com a morte de Constantino, o cristianismo já tinha se tornado a religião predominante do império.
Além dos movimentos heréticos, duas importantes cisões dividiram o cristianismo: a Igreja Oriental ou Ortodoxa (1054) e a Protestante (1517).
Podemos assim  representar a árvore do cristianismo:

Igrejas primitivas:

Católica Apostólica Romana

Católica Apostólica Ortodoxa
Igrejas Protestantes:
Luterana

Anglicana

Calvinista
Presbiteriana
Batista
Congregacional
Metodista
Adventista
Exército da SalvaçãoQuakers
Assembléia de Deus
Congregação Cristã do Brasil
Deus é Amor
Evangelho Quadrangular
Atualmente através do Ecumenismo e do CONIC (Conselho Nacional das Igrejas Cristãs), busca-se o caminho da unidade, do entendimento, do diálogo e do respeito mútuo entre as religiões.
A unidade do cristianismo faz-se necessária para o anúncio e testemunho de Jesus Cristo como o "Caminho, a Verdade e a Vida".