Pesquisa no blog

15 de out de 2011

INTELIGÊNCIA, HÁBITO E INSTINTO

A Inteligência é especializada em resolver problemas e ampliar o poder de entendimento. Ou seja, ela só é colocada em atividade quando temos que enfrentar circunstâncias novas, circunstâncias que nos ofereçam algum problema. Ela é como a lâmpada que ilumina somente quando acionada. Desta forma, quando a razão não consegue compreender determinados fatos, apela para a inteligência. No entanto, a nossa mente possui determinadas funções que nos livram do trabalho de utilizarmos, a toda hora, a inteligência. Essas funções são: o hábito e o instinto.

O Hábito é o costume ou decisão automática que adquirimos pela repetição frequente de um ato. Portanto, as ações que praticamos repetidas vezes tornam-se automáticas, tornam-se hábitos. Determinadas ações que realisamos por hábito (andar, por exemplo) dispensam a presença atuante da inteligência.

Os Instintos funcionam como fatores que nos predispõem a garantir a propagação e a preservação de nossa espécie. Podemos dizer que os instintos são inatos, ou seja, já nascemos com eles. Também as atividades que realizamos por instinto dispensam a presença atuante da inteligência.

Exercício de fixação:
Das atividades relacionadas abaio, assinale: (1) Hábito, (2) Instinto e (3) Inteligência:

-andar de bicicleta    (   )
-jogar xadrez            (   )
-saciar a fome           (   )
-compor uma música (   )
-pentear o cabelo      (   )
-sentir medo              (   )
-falar                         (   )
-resolver um pro-
blema matemático     (   )
-saciar a sede           (   )
-construir algo novo  (   )
-ler                           (   )
-satisfação seual       (   )
-tomar banho           (   )